Cuidados no Programa de Rádio Evangélico


Nesta oportunidade, vamos trazer algumas orientações sobre a apresentação de um programa evangélico, seja da sua igreja ou seu. Nós estamos utilizando algumas dicas apresentadas no site da Rede Maranatha, são referência na comunicação no Brasil, através da Rede Novo Tempo de Rádio.

---------------------------------------------------------------------------------------------

Na apresentação de um programa de cunho religioso é importante prestar atenção nos seguintes detalhes:

Lendo referências bíblicas 
Por exemplo: João 3:16. Leia no ar: "João, capítulo três, versículo dezesseis.
Mateus 28:1 - Leia: "Mateus, capítulo vinte e oito, versículo um".

Livros Poéticos
Ao dar a referência bíblica dos seguintes livros: Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cantares e Lamentações de Jeremias. Por serem livros poéticos, diga da seguinte forma: Sl 23.2, "Salmo número vinte e três e verso dois".

Outro detalhe importante ao ler ou citar o livro de Salmos
Salmos são um conjunto de canções e orações (poesia). Ao mencionar um salmo, faça-o sem o S (plural). Exemplo: Salmo 119:105. Leia-se "Salmo cento e dezenove, verso cento e cinco".
Cuidado: Salmo não é capítulo! Salmo contém apenas versos...

Cuidado ao falar sobre as cartas de Paulo
Ao citar I Coríntios 13:1 diga: "Primeira aos Coríntios, capítulo treze, versículo um". Ou, "Primeira carta de Paulo aos Coríntios".
Assim também com a primeira (ou segunda) carta aos Tessalonicenses; Primeira ou Segunda carta à Timóteo, etc. Evite usar o termo epístola. Carta soa melhor.
Importante: Nunca diga: Primeiro aos Coríntios; primeiro aos Tessalonicenses... (Novo Testamento mencione sempre no Feminino - Primeira, Segunda e Terceira).

Cuidado ao citar os livros do Velho Testamento
Porém, com os livros de I e II Reis, I e II Crônicas! Exemplo: I Reis 12:13 - Diga, "Primeiro livro de Reis capítulo doze, versículo treze".
Note que agora não estamos falando de cartas ou epístolas, estamos falando de livros.
Outro exemplo: II Crônicas 1:17. Leia, "Segundo livro de Crônicas, capítulo um, versículo dezessete". (Velho Testamento mencione sempre no Masculino - Primeiro, Segundo e Terceiro).

Evite as palavras rebuscadas, ortodoxas
Um conhecido conto popular retrata que um pobre rapaz foi surpreendido pelas palavras de Rui Barbosa ao tentar roubar galinhas em seu quintal:
"Não o interpelo pelos bicos de bípedes palmípedes, nem pelo valor intrínseco dos retrocitados galináceos, mas por ousares transpor os umbrais de minha residência. Se foi por mera ignorância, perdôo-te, mas se foi para abusar da minha alma prosopopéia, juro pelos tacões metabólicos dos meus calçados que dar-te-ei tamanha bordoada no alto da tua sinagoga que transformarei sua massa encefálica em cinzas cadavéricas".
O ladrão, todo sem graça, perguntou: "Mas como é, seu Rui, eu posso levar o frango ou não??"

Pense sempre: uma criança entenderá o que estarei dizendo? Se a resposta for positiva, vá em frente!

Evite falar estas expressões
"Queridos radiouvintes". Fale sempre para UMA pessoa. Assim você estará falando para todos os ouvintes da rádio. Dificilmente uma multidão estará ouvindo a rádio em um ginásio ou ambiente público.

Microfone de rádio não é púlpito, cuidado com o "Evangeliquêz"
Jamais diga no ar, "meus irmãos", "aleluia", "manto", "terra", "línguas estranhas (do Espírito)", "vamos ouvir agora um hino", "fiquem em espírito de oração", etc..

Atente também para a pronúncia de alguns nomes bíblicos:
Nabucodonosor; Deuteronômio (e não deuterenôme...); Herodes, o Tetrarca;

Chegue cedo ao estúdio da emissora 
Se o programa é ao vivo, chegue com, pelo menos, 30 minutos de antecedência. Quando você não é DJ (sonoplasta e locutor), acerte todos os detalhes e entradas de gravações e músicas com o operador de áudio da emissora. É importante entregar a ele uma relação completa e em ordem da seqüência das músicas, efeitos e outras gravações.

Fale devagar, em tom de conversa 
Mantenha uma distância de, no mínimo, 15 centímetros do microfone.

A verdade precisa ser dita, será?
Mas com tato, com amor, com cuidado. Afinal, você não conhece a pessoa que está "do outro lado" nem sabe de suas crenças ou convicções.

Não use expressões do tipo 
"O Espírito de Profecia diz que...". Nossa base no estudo precisa ser a BÍBLIA. Quando citar um pastor, um missionário, um irmão da Igreja, um escritor, refira-se a um "renomado escritor", "pastor" e não expressões igrejeiras como "irmão João" ou "servo do Senhor".

Dicas Gerais de Locução 
Ouça bastante o rádio, seja um bom ouvinte. Quanto mais se ouve, mais se conhece, mais se aprende.

Tenha conteúdo
Melhor do que a voz é o que se fala, seu conteúdo.

Relaxe antes do trabalho 
A inspiração e expiração do ar de maneira compassada, juntamente com a contração seguida de relaxamento dos músculos das pernas e braços, ajudam bastante.
Livre de tensão, a voz é produzida de maneira natural.

Cuide com a entonação 
Por exemplo: "Ele vem... Ele vem?"

Cuidado com repetições 
Não fale as expressões: "Né", "aí", "hã", "assim", "não é?" entre outras. Quanto maior o número de repetições por segundo, mais aguda a voz (crianças e mulheres) e quanto menor o número de repetições por segundo, mais grave a voz.

Determinantes da voz 
O físico, a emoção, a cultura, a altura, a intensidade, o timbre.

Voz desagradável 
É a gutural, áspera, peitoral, suspirante, nasal, abafada, rouca, seguida, chorosa, etc.

Dirija sua comunicação sempre para uma pessoa 
Fale para uma pessoa particular, não para todos os ouvintes: "agora a hora certa para VOCÊ não perder seu compromisso...", "e agora a previsão do tempo para VOCÊ se prevenir...". E não assim: "e agora a previsão do tempo para vocês."
Tenha pelo menos 7 horas de sono por dia.
Evite líquidos excessivamente gelados.

Lembre-se: quando estamos agitados e excitados, nossa respiração torna-se rápida e irregular. O oposto traz respiração harmônica, regular, lenta e suave.

Na comunicação geral, seja soft, fale sorrindo, com simpatia, não de maneira austera ou autoritária. Seja, sobretudo entusiasta. Muito entusiasmo!

Amarre o ouvinte na programação
Daqui a pouco você vai ouvir esta música (e exibe um pedaço da música);
Logo após os comerciais, você vai ouvir Fulano de tal - um programa especial que você conhece;
Em seguida, estará chegando aquele seu programa esperado...;
Daqui a pouco uma dica de saúde...

Nunca tente copiar uma pessoa 
Preste atenção em todos e forme o seu estilo. Não force sua natureza para copiar o estilo de outra pessoa. Não significa que você possa espelhar-se em alguém, mas, jamais imite-a, siga seu bom exemplo, apenas.

Leia bem o texto antes de apresentá-lo no ar 
Cuide com a pronúncia de nomes (principalmente nomes estrangeiros), numerais e já saiba onde parar para respirar. Fale o texto. Não dê a impressão de leitura.

Não leia o texto com pressa
Procure finalizar as frases com reservas de ar. Seja cortês e respeite o ouvinte ao falar. Respeite as vírgulas e "aspas".

Mantenha-se sempre bem informado 
Saiba o que está acontecendo: dia do que é hoje, como se pronuncia o nome que está sendo manchete na mídia do momento...
Não faça comentários sem autorização, muito menos se não tiver conhecimento.
Seja organizado no estúdio.
Cuide para não deixar o microfone aberto em momentos inoportunos.
Sempre anuncie e desanuncie um programa dizendo quando ele volta.

Troca de locutores e programas 
Na troca de locutores, conversas amistosas, mencione o nome do locutor, preparar previamente com descontração. Não fale coisas negativas, não ofenda ao colega e evite falar sobre o tempo.

---------------------------------------------------------------------------------------------

No site www.radioficina.com.br você vai encontrar dicas interessantes e informações sobre como adquirir os livros “Rádio UP Grade, o Help do Locutor”, “Rádio – Inspiração, Transpiração e Emoção” e o clássico “Como Falar no Rádio”, todos de Cyro César.

---------------------------------------------------------------------------------------------

Alterado por Pr Márcio Batista
Referências: Dicas e Sugestões. Disponível em: http://www.redemaranata.org.br/dicasesugestoes.asp. Acesso em: 18 de junho de 2009. In: Rede Maranatha. 1997.

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Mídia Cristã e demais colaboradores".

Você também irá gostar

12 comentários