Comunicação interna na igreja


A comunicação interna na igreja, entre algumas de suas funções, serve para estreitar a relação entre os membros. É uma das formas que podemos utilizar para que os membros interajam e saibam, oficialmente, o que acontece na igreja. Já foi falado em outros posts sobre algumas dicas de implantação da comunicação interna dentro de nossas comunidades. Agora iremos sintetizar outras funções que o departamento de comunicação pode realizar dentro da igreja. Primeiramente é preciso saber que a comunicação interna serve, praticamente, para duas coisas: anunciar as atividades dos outros departamentos e manter os membros informados. Para que essas funções sejam realmente realizadas é preciso que se tenha uma reunião prévia com a liderança da igreja. É preciso deixar bem claro o que o departamento de comunicação irá fazer para que os membros se informem de uma forma eficaz, e isso depende muito da colaboração dos líderes.

Também é preciso ter o calendário com todas as atividades programadas da igreja, assim será mais fácil agendar eventos, fazer divulgação, dentre outras possibilidades. Na reunião com os líderes deve ficar bem claro algumas regras de divulgação, primeiro, em relação ao quadro de avisos e o boletim, quem deve colocar ou tirar as publicações é o responsável pela comunicação interna. Isso serve para evitar o descontrole na divulgação de avisos. Segundo, para cada atividade que algum departamento quer anunciar, os responsáveis pela comunicação interna têm de separar em três tipos: informar, desenvolver ou receber.

O informar são aquelas atividades que é somente para os membros serem informados da sua existência, como reuniões e cultos. Esses avisos podem ser incluídos no quadro de aviso e no boletim. O desenvolver são as atividades da Igreja que necessitam de um desenvolvimento mais intenso para sua conclusão, como a criação de boletins especiais ou convites. Já o receber são as atividades que ocorrem na igreja, mas que são organizadas externamente, como palestras, simpósios, encontros. A equipe responsável pela comunicação interna recebe o material de fora e não cria e desenvolve o material.

Sei que a comunicação é interna, destinada aos membros, mas também se deve prestar atenção nos cuidados com o prédio da igreja. Como diz o ditado: a primeira impressão é a que fica. Tanto para visitantes quanto para os membros é preciso que a estrutura física da igreja, como a fachada, terreno, calçamento, pintura, como também limpeza do templo e dos banheiros, estejam de uma forma ideal. Também não podemos esquecer que um ambiente ventilado, bem iluminado e que o som seja bem agradável ajuda os espectadores a se sentirem melhor. A comunicação interna tem de cuidar desses mínimos detalhes que fazem toda a diferença.

Fonte: USB / Sepal Digital
Autor: Erick França

Você também irá gostar

0 comentários